Por que somente faturar bem não é o suficiente?

Faturar bem é o desejo comum de toda empresa, é verdade. Porém, algo que muitos profissionais não exploram o potencial máximo é que antes de qualquer venda, existe a Autoridade do vendedor. E quando digo vendedor, quero dizer todos que estão envolvidos na venda, desde o fabricante até o representante. E o melhor vendedor do mundo é aquele que não precisa vender, pois ele tem uma autoridade tão grande que sua confiança é absoluta. As

O Brasil está mudando, e nós estaremos juntos

As estatais serão privatizadas, a energia mudará de preço e perfil, a abertura dos mercados é certa, novas concorrências, sindicatos e movimentos sociais vão mudar de cara, teremos outros parceiros comerciais, o acordo com a União Européia. Tudo está mudando, já percebeu isso? E você, o que está fazendo a respeito? Já tem um plano novo? Já tem um novo posicionamento? Bom, nós temos. E o Image Master já conquistou terrenos poderosos, e está em

A Imagem Profissional do Médico: HUMAN-TO-HUMAN

Segundo Ramos-Cerqueira (2002), "O embate que se dá entre a idealização do papel médico e a realidade da formação profissional não é tranqüilo, sendo vivido com diferentes graus de sofrimento emocional". Ainda segundo a autora, das diferentes resoluções deste conflito terá início a formação psicológica do médico - a sua Identidade Profissional. Em meio a mudanças fundamentais na sua vida, o vestibular, as expectativas de desempenho, conflitos, renuncia a desejos, e a preparação para a

Human-to-Human: A nova tendência e como conquistá-la

A nova tendência de se relacionar e fazer negócios é realmente importante porque é uma mudança da forma de pensar e agir. Não é mais B2B e nem B2C. E nós ainda estamos meio cá, meio lá, ainda nessa transição. É uma quebra de paradigma de total formalidade. Não é mais uma empresa falando com você. A Nova Era já é uma realidade, é muito simples. A conexão é direta, não precisa de jornal, tv,

O maior erro do estudante na carreira

O estudante brasileiro segue um padrão de construção de carreira baseado quase que totalmente em conhecimento. Estamos falando que ele investe muita energia, tempo e dinheiro estudando e acumulando informação e títulos. Em geral, irá gastar muitos anos se formando na graduação, pós-graduação e especializações. Só então, irá começar o seu auto-reconhecimento como autoridade na profissão. Não que isso seja totalmente errado, mas a velocidade de desenvolvimento deste padrão é mais lenta. Segundo Chiavenatto, "Recrutamento